MEIO AMBIENTE

Projeto Torre Verde - Rocinha

 

 

 

A Torre Verde - Rocinha é um projeto de economia circular e inovação tecnológica, patrocinado pela FAPERJ, que inclui geração de energia verde através de placas solares, sistema de captação de água de chuva para irrigação automática, hortas suspensas e a transformação de resíduo orgânico em adubo através de uma aceleradora de compostagem.

A Torre Verde - Rocinha é a primeira torre verde do Brasil, montada em uma estrutura de andaime com 4 pavimentos, dimensão total de 5m x 5m x 12,5m, incluindo uma rampa de acessibilidade, localizada no pátio das escolas municipais CIEP Doutor Bento Rubião e E.M. Luiz Paulo Horta na Estrada da Gávea, 522, atendendo um total de 750 alunos da Rede Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

Este é um projeto piloto que visa o teste do produto viável mínimo (MVP) de uma tecnologia social que poderá ser replicada em maior escala de acordo com o sucesso deste projeto. Com a implantação de mais torres, vamos entrar para o mercado de produção e comercialização de créditos de carbono. O potencial de redução de resíduo orgânico da Torre Verde é de 135 kg/dia, equivalente a 4 toneladas mensais. Considerando que 1 tonelada de carbono removido do meio ambiente é o equivalente a 1 crédito de carbono, cada unidade será capaz de gerar diretamente 4 créditos por mês ou 48 créditos por ano. O projeto Torre Verde - Rocinha vai incluir também um sistema de QR code em todos os equipamentos incluídos na torre, redirecionando os alunos para o material pedagógico que está sendo produzido pelo projeto e também possíveis interessados para o site dos fornecedores, funcionando como um showroom dos produtos e serviços oferecidos.

Para o desenvolvimento deste projeto contamos com um consórcio de organizações através do apoio técnico da ONG Entrelaces – Associação Brasileira de Pesquisa e Projetos em Educação, AAA_Azevedo Agência de Arquitetura (www.aaa.com.br), também responsável pelo projeto do Mercado Modelo da Rocinha, ATUAÇÃO AMBIENTAL AMB & TECH (www.ambtech.eco.br), Impacto Insolar Painéis Solares, Aceleradora de compostagem DarVida, COOPAMA - Cooperativa Popular Amigos do Meio Ambiente, Minha Coleta logística de resíduos e Instituto Tmj.

Projeto Limpando a Área

Através de uma parceria com a equipe do Projeto Favela Mais Limpa, desenvolvemos um programa de educação ambiental e revitalização urbana - Programa Limpando a Área, nas comunidades do Pavão, Pavãozinho e Cantagalo, na zona sul do Rio de Janeiro. O Programa foi desenvolvido ao longo de 9 meses, atuando em cada microterritório da região, ensinando a forma correta de realizar o descarte de lixo, e ao final de cada mês, realizando um mutirão de limpeza junto com os moradores locais.

O Programa recebeu o prêmio Melhores Práticas de Gestão Local em 2013, promovido pela Caixa Econômica Federal. Criado em 1999, o prêmio é inspirado no Best Practices and Local Leadership Programe da ONU/Habitat e coloca em prática a Agenda Habitat, documento das Nações Unidas que reúne diretrizes para criar padrões de vida sustentáveis em assentamentos. Um dos objetivos do programa é fazer com que experiências bem sucedidas que serviram para melhorar a qualidade de vida das pessoas sejam valorizadas e disseminadas por todo o Brasil.

 

Nossos  principais objetivos são:

  • Promover a valorização social e incentivar o aumento da renda dos envolvidos no projeto, através da coleta e transformação de material reciclável (PET / Poli tereftalato de etileno, embalagens de PVC, Tetra Pak, vidro, madeira, ferro, etc.);

  • Contribuir para o resgate da cidadania e melhoria da qualidade de vida dos membros das comunidades envolvidas;

  • Minimizar os impactos ambientais na disposição final de resíduos inorgânicos, uma vez que a coleta seletiva diminui a quantidade de resíduos descartados de forma inadequada em encostas e terrenos baldios;

  • Reduzir o volume de lixo coletado a ser encaminhado pela municipalidade para os aterros sanitários;

  • Promover o entrelaçamento cultural e a troca de conhecimento entre as diversas comunidades do Rio de Janeiro;
     

Para que o Programa Limpando a Área possa ser realizado, a participação e o engajamento da comunidade local é fundamental para o sucesso do projeto. Nosso primeiro passo é mostrar para a comunidade que o lixo pode ser uma fonte de riqueza e que grande parte do processo se concentra no seu estágio inicial através da separação do lixo (lixo orgânico do inorgânico). Neste processo muito simples que agora se apresenta de forma circular (uso e reuso) e não mais linear (uso e descarte), a riqueza do processo está no próprio lixo.

  • Instagram
  • Facebook
  • LinkedIn
Foto_Aceleradora_Oficial.jpg
Foto_Jardineira_Oficial.jpg
Foto_Painel_Solar_Oficial.jpg
Foto_Medidas_Torre_Verde.png